• Núcleo Maria da Penha - NUMAPE | UNIOESTE MCR

UMA ATITUDE POR DIA - Nunca julgue uma mulher por permanecer num ciclo de violência doméstica



Quantas vezes já ouvimos que mulheres que permanecem em relacionamentos agressivos por optarem por não denunciar seus agressores “gostam de apanhar”. É importante é entender que a violência doméstica contra mulheres ocorre de forma cíclica tornando muito mais difícil o rompimento. É necessário compreender que a dificuldade de agir ou reagir nunca é culpa da mulher.


As mulheres podem permanecer tanto tempo num relacionamento violento porque carregam a esperança de que o companheiro vai mudar, medo de romper o relacionamento, sentimento de estar sozinha e de não contar com pessoas que a apoiem, pressão social para preservar a família, dependência econômica, dependência emocional.


Jamais julgue uma mulher que permanece numa situação de violência! Quebrar o ciclo da violência é um processo. E sua atitude em oferecer ajuda pode contribuir com a quebra do ciclo.

0 visualização0 comentário
Site desenvolvido pela equipe NUMAPE/MCR