• Núcleo Maria da Penha - NUMAPE | UNIOESTE MCR

O que é Violência Intrafamiliar?



A violência intrafamiliar é um dos problemas sociais advindos da estrutura hierárquica patriarcal a partir da qual entendemos o que é família e qual o papel de cada sujeito dentro da família. Ou seja, a cultura que nos leva a ver e formar a família como um espaço onde o pai exerce poder sobre a mãe e os filhos, e a mãe exerce poder sobre os filhos.


Sabemos que na complexidade das relações sociais, esse poder desigual, muitas vezes, se transforma em violências e abusos gravíssimos que refletem em toda a sociedade.


A violência intrafamiliar tem como sujeitos mais vulneráveis mulheres, crianças, adolescentes, idosos/as e pessoas com deficiência. Assim como em relação à violência doméstica e familiar contra as mulheres, encontramos um obstáculo para conseguir perceber e enfrentar a violência intrafamiliar: ocorrer no âmbito privado, onde o acesso dos poderes públicos é dificultado, e a violência se torna “silenciosa” perante a sociedade.


Para que o enfrentamento dessa violência ocorra, primeiro temos de lidar com a desconstrução da ideia de que os problemas familiares dizem respeito apenas à própria família, pois os conflitos gerados pela violência intrafamiliar se perpetuam socialmente podendo ocasionar uma série de complicações para os afetados ao longo de toda suas vidas, podendo fazer com que esses perpetuem a violência em suas futuras famílias, nos prendendo em um ciclo social nocivo.


Para seu enfrentamento é importante o envolvimento de profissionais de diferentes áreas de atuação - como serviço social, psicologia, educação e direito - e um efetivo esforço para a criação de políticas públicas que visem o combate e a prevenção, tratando de encaminhar uma reflexão e alteração de nossas bases culturais que nos levam a esse quadro problemático.

5 visualizações
Site desenvolvido pela equipe NUMAPE/MCR