• Núcleo Maria da Penha - NUMAPE | UNIOESTE MCR

CIRCUITO - "Cores e Botas"


Dia 25 de Julho é celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha. No Brasil, a Lei 12.987/2014, instituiu esta data como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Sabemos que no Brasil metade da população é negra ou parda, temos a maior população de negros/as fora da África, pensando nisso, qual a representação das mulheres negras, indígenas e quilombolas em nossa sociedade? Existe uma representatividade?


Para pensar sobre o tema o Circuito Numape de hoje indica “Cores e Botas”, escrito e dirigido por Juliana Vicente, o curta retrata a história de Joana, que possuía um sonho comum entre as meninas da década de 80, ser uma Paquita da Xuxa. Mas Joana é negra, e o perfil de meninas escolhidas para o Programa não condiz com o seu, e esta é uma realidade que ela terá de enfrentar.


O curta é excelente para demonstrar que a falta de representatividade negra se trata de algo ruim, um obstáculo no processo de desenvolvimento de subjetividade das pessoas negras. O Programa é um exemplo de que nossa sociedade dissemina em maior número aquele padrão de beleza em que as mulheres são brancas, magras e de cabelo liso. E já na infância estes padrões começam a ser impostos, afetando principalmente as meninas negras, indígenas e quilombolas.


Veja o curta abaixo:


1 visualização
Site desenvolvido pela equipe NUMAPE/MCR