• Núcleo Maria da Penha - NUMAPE | UNIOESTE MCR

24 de Fevereiro - Dia da conquista do voto feminino



Para as mulheres brasileiras o dia 24 de fevereiro representa um marco em suas histórias, pois após uma longa caminhada de luta elas conquistaram o direito de votar. O direito ao voto é fundamental para a participação política e cidadã nas democracias indiretas, entretanto por um longo período de tempo vários grupos sociais foram excluídos desta forma de atuação nas decisões públicas, como é o caso das mulheres.


O movimento sufragista no Brasil foi um instrumento para conscientizar a situação das mulheres em relação às suas vidas públicas. Naquele momento, contudo, o direito ao voto para as mulheres foi aprovado de forma parcial, uma vez que estava estendido apenas às mulheres casadas, com autorização dos maridos e às mulheres viúvas e solteiras que possuíam renda própria.


É importante ressaltar que apesar de contar com a participação de algumas poucas mulheres trabalhadoras, a luta pelo direito ao voto foi encaminhada principalmente por mulheres de classe média e alta, que possuíam acesso a leituras e a educação de forma plena. Mesmo que a conquista das mulheres pelo direito ao voto tenha ocorrido relativamente cedo em relação a alguns países europeus, infelizmente grande parte das mulheres brasileiras continuaram excluídas deste processo até 1985 por conta do analfabetismo, que acometia principalmente as mulheres negras.


Ainda que exista essa crítica, é necessário dizer que a conquista das mulheres pelo direito de votar não só representou, naquele momento, uma maior autonomia política para as mulheres, mas também propiciou conquistas posteriores.


Fonte: BESTER, Gisela Maria. A luta sufrágica feminina e a conquista do voto pelas mulheres brasileiras: aspectos históricos de uma caminhada. Argumenta Journal Law, Jacarezinho – PR, Brasil, n. 25. p. 327-343.


#numapemcr #unioestemcr #direitosdasmulheres

1 visualização0 comentário
Site desenvolvido pela equipe NUMAPE/MCR